A Lista de Schindler

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Compre o filme A lista de Schindler no Submarino

Mais uma obra prima de Steven Spielberg. Considero A Lista de Schindler como um dos melhores filmes que já assisti.

O filme se baseia na história de um empresário alemão, Oskar Schindler, membro do partido nazista que em plena 2ª Guerra Mundial usou seu dinheiro e conexões para libertar judeus dos campos de concentração.

Em meio à guerra, aos campos de concentração, ao extermínio indiscriminado de judeus, à pseudo-leis inescrupulosas, à mais fria e sanguinária forma de ostentação do poder, Oskar Schindler, um homem sedutor, inteligente, detentor de uma personalidade persuasiva, percebe que é capaz de salvar vidas em meio a tantas mortes sumárias. Compra em 1939 uma fábrica na Polônia dominada pela Alemanha e nela emprega judeus castigados pelo sistema. Usa de suas boas relações com altos funcionários nazistas para recrutar trabalhadores judeus do gueto da Cracóvia e, subornando alguns oficiais, salvando-os dos campos de extermínio. Apesar de preso algumas vezes, mesmo sendo membro do partido nazista, consegue sua liberdade e segue com suas ações humanitárias.

A intenção do filme é demonstrar as atitudes de um homem perante a crueldade instalada, e não ser mais um retrato da guerra. Contém cenas fortes e é um pouco longo (195 minutos), mas para quem se interessa pela história, considero este filme uma boa opção. É impossível não formular questões sobre até que ponto um ser humano pode chegar. As cenas de mulheres, homens e crianças sendo friamente assassinados com tiros na cabeça são de uma crueldade insuportável, mas nunca apelativas ou redundantes.

Retrata a vida de um homem que em pleno o Holocausto Nazista apresenta um caráter profundamente humano e realista. Apesar de ser o "herói" do filme, Schindler é mostrado como um empresário ganancioso e sem escrúpulos que enriqueceu se aproveitando da guerra e do fato que podia usar judeus em sua fábrica pagando menos. A princípio ele mantém-se afastado dos horrores que acontecem à sua volta, mas vai gradativamente sensibilizando-se até o ponto de sentir-se obrigado a agir em favor dos oprimidos.

Há algumas citações de impacto no filme, como "Aquele que salva uma pessoa, salva o mundo inteiro", ou até mesmo o momento no qual Schindler fala sobre sua fábrica de munição para armamento, onde diz que "se seus empregados fizessem um cartucho sequer que funcionasse, ele ficaria extremamente triste".

Visite o site oficial do filme

Compre o filme A lista de Schindler no Submarino

0 comentários: