Ele foi, mas quem perdeu foi o mundo

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

A vida me ensinou a admirar pessoas, e as pessoas admiradas me ensinaram muito sobre a vida.

Ontem, dia 11 de fevereiro de 2019, perdi uma das minhas referências, Ricardo Eugênio Boechat.

Para ele eu era somente mais um "ouvinte", mas para mim ele era uma fonte de inspiração.

Pode parecer maluquice, mas eu fazia minha agenda na parte da manhã (acordar, café da manhã, academia) de forma que estivesse em casa às 7h30 da manhã com o rádio ligado para ouvir o que ele tinha para dizer... Incontáveis vezes anotei coisas que ele falou para poder ler mais sobre ou refletir sobre a profundidade do assunto.

Perdemos um mente brilhante, coisa rara hoje em dia. Ele foi, mas quem perdeu foi o mundo. Descanse em paz professor...

13/07/1952 - 11/02/2019

0 comentários: