Otimizando o tempo ao consumir mídias digitais

sábado, 28 de março de 2020

[pt-br]

Otimizando o tempo ao consumir mídias digitais

A dica de hoje é para quem tem o hábito de utilizar algum tipo de vídeo ou áudio pela internet ou aplicativos, principalmente os com duração maior que 5 minutos, ou seja, para assuntos que exigem mais atenção para não perder o contexto, como vídeo aulas, audiobooks, ou para os tradicionais vídeos compartilhados no dia a dia via mídias sociais e aplicativos de troca de mensagem.

A maioria dos players permite que você configure a velocidade do video, de forma customizada ou pré determinada, aumentando a velocidade em 25%, por exemplo. Ou seja, se uma mídia tem 10 minutos e você aumenta a velocidade em 25%, a duração passa a ser de 7.5 minutos, ou seja, você ganhou 2.5 minutos do seu dia! Multiplique isso pela quantidade de tempo que usa com esse tipo de mídia e verá a diferença.

Faça um teste em uma próxima oportunidade e verifique o melhor balanço entre velocidade e compreensão. Talvez não seja recomendado para filmes, mas para a maioria dos demais conteúdos deve funcionar.

Tenho usado essa prática em vídeo aulas que costumo assistir e também com audiobooks, otimizando meu tempo, podendo consumir mais conteúdo na mesma quantidade de tempo.


~*~

[en-us]

Optimizing the time consuming digital medias

Tip of the day is for those that have the habit of consume any kind of media from internet or apps, mainly with a duration longer than 5 minutes, probably for matters that requires more attention, like video class and audiobooks, or even for the traditional medias shred via social media or chat apps.

Almost all the media players allow you to configure the media speed, in a custom or pre defined way, increasing the media speed by 25%, for example. It means that if an audio or video has 10min and you increase the speed by 25%, the new duration will be 7.5min, and you won 2.5min! Multiply this scenario by the amount of time spent consuming this kind of media and you will see the difference.

Do a test on the next time, verify the best balance between speed and comprehension. Maybe is not gonna work for movies, but for the majority of the medias should work.

I’ve been using this practice for video classes and audiobooks, optimizing my time, allowing me to consume more content with the same amount of time.

Um Contratempo

domingo, 22 de março de 2020

Tudo está indo muito bem para Adrian Doria (Mario Casas). Seu negócio é um sucesso e lhe trouxe riqueza, sua bela esposa teve a criança perfeita, e sua amante está bem com o caso dos dois escondido. Tudo está ótimo até que Doria desperta num quarto de hotel, depois de ser atingido na cabeça, e encontra sua amante morta no banheiro, coberta com um monte de notas em euros. Pior, o quarto é trancado por dentro e não tem nenhuma maneira de entrar ou sair. Com tudo o que construiu desmoronando aos seus pés, Doria recorre a melhor advogada de defesa da Espanha, Virginia Goodman (Ana Wagener), e eles tentam descobrir o que realmente aconteceu na noite anterior. (Fonte: Adoro Cinema)

Suspense policial espanhol, um filme para você "aceitar" e acompanhar sem piscar os olhos, se perder um segundo a história desconecta. Recomendado!

A Escalada

quinta-feira, 12 de março de 2020

A comédia de aventura francesa conta a história real de Nadir Dendoune, que decidiu escalar o Everest por uma mulher. Assim, ele deixa projetos de vida de lado e sobe os 8.848 metros para provar seu amor.

Bem-vindo a Marly-Gomont

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Conta a trajetória de Seyola Zantoko, jovem médico, que decide morar com a sua família no interior da França.

Ser estrangeiro não é fácil, construir o seu sonho longe do seu país de origem é um desafio que leva tempo e coragem, especialmente no caso de Seyola Zantoko, médico negro natural de Kinshasa capital do Congo, que após se formar em medicina e recusar um cargo de prestígio em seu país que enfrentava a ditadura liderado pelo General Mobutu, aceitou a proposta de ser médico em um pequeno vilarejo francês chamado “Marly Gomont”, que nunca teve moradores negros até a mudança da família Zantoko.

Longe de ser um filme que se aprofunda com questões raciais, “Bem Vindo a Marly Gomont” conta as dificuldades, desafios e superações que a família Zantoko enfrentou na pequena cidade. De uma forma leve e com uma narrativa que mistura os momentos de drama sem tirar o humor do roteiro, o filme expõe o impacto de ser diferente em uma terra fértil para ignorância, como disse o próprio personagem natural de Marly Gomont, o fazendeiro Jean (Rufus).

O Clube dos Cinco

Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, com a tarefa de escrever uma redação de mil palavras sobre o que pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas completamente diferentes, enquanto o dia transcorre eles passam a aceitar uns aos outros, fazem várias confissões e tornam-se amigos.

Fonte: Adoro Cinema