O valor do bom atendimento

quinta-feira, 10 de março de 2016

Duas histórias, uma mesma lição.


História 1 - O relógio

Há algumas semanas um dos relógios que uso acabou a bateria, como todo dia passo em frente a uma relojoaria na hora do almoço, resolvi aproveitar a viagem e levar o relógio para trocar a bateria. Depois de alguns minutos tentando abrir o relógio, o "relojoeiro" me diz: não tem como trocar a bateria, o relógio não abre! Fiz um esforço para manter a seriedade, agradeci e fui embora.

Como eu já havia trocado a bateria do mesmo relógio outra vez, resolvi voltar na mesma relojoaria. Falei para o atendente que gostaria de trocar a bateria do relógio, negociamos o preço e tempo para realização do serviço e na hora marcada voltei buscar o relógio. O relojoeiro me disse: você trocou a bateria desse relógio no dia 17 de outubro de 2015, a bateria ainda está na garantia, portanto não terá nenhum custo!

Lição: o preço estimado do serviço era de R$ 25,00, independente do valor, o atendimento foi impecável e surpreendente. No mundo em que vivemos, a pessoa tinha a opção de não me falar nada e cobrar pelo serviço, situação que eu também sairia satisfeito, mas não impressionado.


História 2 - O carro

Recentemente precisei trocar uma peça do carro, para ter uma noção de valor (peça + serviço) liguei em algumas oficinas pré selecionadas, algumas mais fáceis de estabelecer contato, outras mais difíceis e uma praticamente impossível! Liguei mais de 10 vezes para a mesma oficina, hora não atendiam o telefone, hora atendiam, diziam que iam passar a ligação para o setor responsável e a ligação caía ou me deixavam esperando tempo suficiente para eu me irritar e desligar o telefone. Em 3 dessas vezes, o telefone da oficina simplesmente não funcionava, eu falava e eles não escutavam! Na última vez liguei para simplesmente dizer que estava desistindo de estabelecer qualquer contato, a moça que atendeu respondeu simplesmente "ok". Obviamente a oficina não é dela, a preocupação dela não passa nem perto de entender e resolver o problema do cliente. Um simples "ok" é o suficiente para finalizar um assunto e permitir que ela continue o seu dia, provavelmente entrando no Facebook para ver a última fofoca do dia!

Lição: o preço estimado do serviço era de R$ 4.000,00, se minha ligação tivesse sido atendida na primeira vez, tivesse sido bem atendido, com a atenção devida, a oficina teria ganho duas coisas, dinheiro e um novo cliente! Neste caso deixou de ganhar o meu dinheiro, também não serei cliente e caso alguém pergunte, com certeza não ouvirá boas referências.


Não importa qual o seu ofício, se você vende bala ou avião, o bom atendimento sempre será um diferencial. Bom atendimento é valor agregado, habilita você a cobrar mais pois quem compra percebe o diferencial. Seja qual for a sua profissão, saiba se relacionar e se comunicar bem, com a mesma atenção que você gostaria de receber. E se você não fizer a sua parte, não se sinta no direito de cobrar de ninguém. Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.

0 comentários: